“As melhores Rações” para Cães e Gatos COM ENTREGAS AO DOMÍCILIO

A importância de alimentar seu animal com uma boa ração

Uma ração adequada garante a saúde do animal e promove um desenvolvimento saudável, deixando o animal  sempre bem disposto e com energia. O pelo fica mais brilhante e o aparecimento de tártaro é menor. O mercado da ração para pets está sempre apresentando melhorias na qualidade de seus produtos para que cães e gatos tenham sua saúde sempre perfeita, a Nikopets tem as melhores rações aos melhores preços e com a vantagem de não ter de sair de casa para a adquirir.

Para os galgos muitas são as recomendadas, entre elas destacam-se:

Kennels Favourite Super Premium

Aqui vos deixo todos os contactos: geral@asmelhoresracoes.com /965808499
 

Tratamento para peladas de ANIMAIS

Tratamento usado para recuperação de Crinas de Cavalo  faz milagres nas peladas dos animais e no nosso cabelo.

Tratamento em animais:

Com um algodão embebido em água morna, verter 5 gotas de Vitamina A e de Vitamina B5 e aplicar nos locais das peladas todos os dias durante 15 dias.

Apesar se não ter havido  registo de efeitos secundários,  verificar sempre se o animal reage bem ao produto e não lhe provoca nenhum tipo de alergia ou comichão.

Tratamento capilar humano:

Colocar 5ml de Vitamina A e 5 ml de Vitamina B5 num frasco de 500ml de shampoo. Utilizar em todas as lavagens. Em cabelos secos adicionar também 5ml de cada ao amaciador ou máscara.

Como saber se o meu cão tem febre?

A temperatura normal de um cão varia entre 38,5 e 39,5 graus centígrados, mas em algumas ocasiões uma infeção de parasitas ou algum tipo de falha no sistema imunológico do nosso animal de estimação pode originar febre, fazendo com que a sua temperatura suba, uma situação que requer uma visita imediata ao veterinário. No entanto a grande pergunta é, como saber se o meu cão tem febre

    • Principais sintomas

      Saber se o nosso cão tem febre requer alguma observação da nossa parte, embora alguns sintomas sejam inequívocos, como por exemplo, o nariz quente e seco, olhos aparentemente lacrimejantes ou nublados, apatia, falta de apetite e um pouco nervoso. Em temperaturas mais elevadas o animal pode sofrer tremores, tal como os humanos.
    • A ajuda de um especialista

      Embora em casa existam medidas que possa tomar para reduzir a febre do seu cachorro é muito importante que quando detectar febre recorra ao veterinário, pois há que determinar a causa desta condição, se se trata de um parasita, algum problema de carácter imunológico ou outra doença mais específica, o tratamento variará dependendo da origem do mal-estar.
  • Em casa

    Deve seguir sempre as indicações do seu veterinário, mas além disso pode ajudar o seu cachorro em casa seguindo estas recomendações. Como em qualquer caso de febre a hidratação é fundamental se vê que o seu cachorro não quer beber água, dê-lhe um caldo de carne ou de frango, mas é muito importante que consiga fazer com que ele beba líquidos. Se tiver tremores cubra-o com alguma manta leve, mantenha-se a seu lado o máximo de tempo possível, isto fará com que se sinta mais reconfortado. Dê-lhe um banho morno, poderá ajudar a baixar a temperatura corporal. Outra boa opção é passar um pano com água fria pela sua barriga e cara. Monitorize constantemente o estado do seu nariz, deste modo poderá verificar se a temperatura diminui. Se o quadro clínico piorar leve-o às urgências do veterinário

Anima Strath FORTIFICANTE 100% NATURAL PARA ANIMAIS

O Anima-Strath® é um alimento complementar 100% natural para todos os animais, de todas as idades, saudáveis ou doentes.

  • Possui uma combinação única e equilibrada de 61 substâncias vitais:
    11 vitaminas, 19 minerais / oligoelementos, 20 aminoácidos e
    11 substâncias reconstituintes
  • Aumenta e fortalece a resistência/defesa imunitária

Protege contra infeções

  • Proporciona pelagens e plumagens sãs e brilhantes

Fornece suporte durante a muda de Primavera e Verão

  • Estimula o apetite, equilibra o sistema digestivo e aumenta a sua eficácia

Promove uma flora intestinal saudável e melhora a digestibilidade dos alimentos, promovendo a absorção de nutrientes vitais

  • Estimula a vitalidade

Acelera a recuperação após doença, diminuindo o período de convalescença

  • Estimula e sustenta todo o metabolismo

Ideal para a reprodução e criação, promovendo um crescimento e desenvolvimento equilibrados

  • Melhora o aporte de energia aos músculos

Ideal para atividades desportivas, melhora a performance e reduz o tempo de recuperação após exigências físicas aumentadas

  • Regula e equilibra o sistema nervoso

Ajuda em situações de stress e nervosismo ou ambientes estranhos

Frutas permitidas e proibidas para cães

Não é todo tipo de fruta que seu animal pode consumir. Existem frutas que não são indicadas para os cães. Assim como nós, os animais podem apresentar alergias a certas frutas, mesmo estão aqui como permitidas dar. As frutas devem ser escolhidas conforme o estado de saúde de que seu animal goza no momento, pois existem algumas alterações no organismo, que o uso indiscriminado de algum tipo de nutriente pode agravar, piorando o quadro clínico. 
É importante que o médico veterinário seja consultado para uma dieta correcta, de acordo com a saúde do animal. para já estas são as frutas que PODE e NÃO PODE pode dar ao seu amiguinho de quatro patas.

SOS PET – A ambulância para animais de Oeiras – 21 419 60 84 / 21 414 64 10

Oeiras é o primeiro concelho português a usufruir do SOS PET. O serviço está disponível para todos os centros de atendimento médico-veterinários do concelho e tem como objetivo transportar animais em situação de emergência.

O SOS PET  permite, também, a deslocação de animais de companhia às clínicas veterinárias, caso os donos não tenham disponibilidade ou capacidade de o fazer pelos próprios meios.

O serviço já está disponível  e está acessível 24 horas por dia, através da linha de emergência dos Bombeiros Voluntários do Dafundo: 21 419 60 84    21 414 64 10 

Saúde Animal 24: Linha assistência em saúde veterinária 760 450 911

http://www.veterinaria-atual.pt/20742-2/

5 Dezembro, 2016

 

 

A startup portuguesa Saúde Animal 24 foi criada em 2016 para esclarecer as dúvidas que surgem fora de horas ou que “não se enquadram no âmbito das consultas veterinárias”

Esta linha de assistência está disponível 24 horas por dia através do número 760 450 911 e de acordo com Carolina Rebelo e Salvador Falcão, responsáveis pelo projeto, “está preparado para responder a dúvidas dentro das áreas da nutrição, comportamento, intoxicações, viagens e ainda a questões de saúde pública encaminhando os clientes, sempre que se justifique, para uma clínica ou hospital veterinário da sua freguesia de residência.”

A equipa deste novo serviço é composta por profissionais de diferentes áreas da saúde veterinária e está apta a responder a questões relacionadas com animais de companhia como cães e gatos, ou cavalos e animais exóticos como porquinhos-da-Índia, hamsters, iguanas ou aves.

“Na área do comportamento animal contamos com o Gonçalo Graça Pereira e com a Sara Fragoso, ambos Mestres em Etologia Clínica e Bem-estar Animal e Fundadores do Centro para o Conhecimento Animal. Na área dos exóticos temos ao nosso lado o Rui Patrício, veterinário com quase 20 anos de experiência em atendimento clínico e cirurgia de animais exóticos e de zoo. Contamos ainda na área de equinos com Rui Mendes, que se dedica à clínica e cirurgia de equinos. Reconhecido nacional e internacionalmente como cirurgião de excelência, conta com uma experiência de 20 anos nesta área”, avança Carolina Rebelo. A atender as chamadas está uma equipa de enfermeiros veterinários devidamente treinada para responder às dúvidas num call center a funcionar 24 horas por dia e apoiados por uma equipa técnica de médicos veterinários, responsáveis por supervisionar constantemente o serviço.

As chamadas terão um custo de 0,60 cêntimos + IVA, independentemente da sua duração. “Para que os donos se sintam totalmente à vontade e sem restrições de tempo, criámos uma mecânica em que é a própria Linha Saúde Animal 24 que liga ao utilizador imediatamente após este entrar em contacto com o serviço”, acrescenta a médica veterinária. “Na prática, assim que o utilizador liga para a Saúde Animal 24 a chamada é atendida e uma mensagem de voz dá a indicação para que este desligue o telefone, explicando que o serviço lhe irá ligar de volta imediatamente e sem qualquer custo acrescido. Desta forma o dono poderá esclarecer todas as suas questões por um valor mínimo e sem qualquer restrição de tempo”, conclui.

Saiba tudo sobre a  startup em www.saudeanimal24.pt

Para preencher o formulário de pré-adesão à Linha Saúde Animal 24 basta clicar no questionário.

FLORAIS DE BACH excelente tratamente homeopático para cães- CELEIRO

Como funcionam os florais de Bach

Os florais funcionam para liberar  bloqueios e permitir que a energia do cão flua naturalmente. Quando há um bloqueio de energia, desequilíbrios mentais ou emocionais começam a ocorrer, o que, por sua vez, contribui para o aparecimento ou agravamento de doenças. E os florais são indicados para lidar precisamente  com isso.

Os florais de Bach funcionam gradualmente para liberar e equilibrar essas energias. Quando comparado com os humanos, os cães tendem a responder ao tratamento de florais de forma mais rápida, pois os desequilíbrios emocionais deles não estão tão enraizados em sua personalidade e identidade. Sendo assim, eles libertam essas energias mais rapidamente.

O que os florais podem tratar

Os florais podem ser utilizados para tratar diversos problemas  comuns em alguns cachorros e cães adultos, entre eles  a ansiedade, depressão, tristeza, solidão, hiperatividade, agressividade, stress, medo e outros comportamentos desajustados à venda no Celeiro.

Os florais são indicados também para situações de mudança como: aceitação de um novo animal; adaptação a um novo lar; facilidade para treinamento: agressividade; aversão a banho; aversão a crianças; ansiedade; carência e síndrome de abandono; coprofagia; stress; fase do cio; marcação de território; hiperatividade; indisciplina; latido excessivo; gravidez psicológica; lambedura e automutiliação; medo; o bebé chegou; reequilíbrio alimentar; S.O.S e tristeza e depressão.

Florais e tratamento veterinário

É importante ressaltar que os florais não tem como pretensão substituir o tratamento veterinário. Diversos problemas são físicos e somente podem ser tratados por veterinários. Mesmo nesses casos, em que o problema está sendo tratado por um médico veterinário, os florais de Bach podem ser utilizados de forma conjunta para acelerar o processo de cura de um animal. Isso é importante pois é possível que o tratamento veterinário privilegia tratar apenas a doença e não o estado emocional do animal.
Imagine, por exemplo, um cão que está sentindo muita dor e que foi operado para tratar desse mal. Ele fez uma cirurgia e o tempo de recuperação foi de 30 dias. Durante esse tempo, para melhorar, ele terá que fazer fisioterapia.
O cão, depois de ter feito a cirurgia começa a fazer fisioterapia, porém está ficando deprimido por não poder sair para passear. Nesse caso, com a aprovação do seu veterinário, os florais de Bach podem ser utilizados para lidar com esse sentimento. Afinal, quanto mais alegre e animado ele estiver, melhor será a sua recuperação.

Florais de Bach para cães

 As soluções florais que são utilizadas para as pessoas são diferentes das soluções utilizadas para cachorros e cães adultos. Isso por que a personalidade e o comportamento normal de cada espécie é diferente e deve ser tratado de forma diferente.  Até as formas de aplicar os Florais de Bach nos animais são diferentes, assim como a dosagem. Fique atento para escolher o tratamento ideal para o seu cão, e leve em consideração todos os aspectos que os cercam: desde seus hábitos sociais do animal, seus instintos, o sexo do animal e a sua raça.

Tem-se obtido excelentes resultados no tratamento da ansiedade, medo  e depressões em Galgos através deste tratamento Homeopático.

Porque OS CÃES COMEM fezes, a Coprofagia canina tem tratamento

A coprofagia canina  ocorre quando o cãozinho ingere suas próprias fezes ou as de outros cães de maneira frequente. Em geral, esta é uma prática comum entre os cachorros, quando ainda se encontram em período de adaptação ao seu novo lar. No entanto, muitos são os cães adultos que comem seus próprios excrementos, por quê? Como todas as condutas pouco correntes, existem uma série de causas que podem levar nosso cão a realizar este ato tão rejeitado pelos donos,descubra por que seu cão come suas fezes.
    • Uma das causas mais comuns que pode levar um cão a comer suas próprias fezes assim que as expulsa é o medo do castigo. Quando o dono ensina o cão a defecar onde ele quer que o faça através do condicionamento negativo, isto é, através de castigos violentos quando age de forma incorreta, o cão adquire um estado de terror que o leva a ocultar o mau comportamento ingerindo as fezes.
    • Em relação ao ponto anterior, outro dos motivos que pode provocar a coprofagia canina é a incorreta e popularizada prática de ensinar os cães a fazerem suas necessidades esfregando o focinho sobre os excrementos ou a urina. Desta forma o que estamos fazendo é estimular o animal a comer suas próprias fezes.
    • Quando o cão que come suas fezes é adulto, um dos motivos mais frequentes costuma ser a ansiedade pela separação. Os cães que sofrem deste transtorno tendem a apresentar uma série de condutas com a finalidade de chamar a atenção de seus donos, ou como resposta ao estado de ansiedade em que se encontram, sendo a coprofagia uma delas.
    • Em menor medida, outro dos motivos que pode responder à pergunta sobre por que seu cão come as fezes é uma carência nutricional. Isto acontece, sobretudo, quando o cão tem problemas para assimilar os nutrientes da ração que come por uma infecção no pâncreas ou outros problemas de maior gravidade. Ao notar que seu organismo não digere o que precisa, de maneira instintiva ele come suas fezes para cobrir esta carência. Nestes casos é importante ir ao veterinário para que ele detecte a origem do problema.
    • Nos casos em que os cães não comem a quantidade de comida diária de que precisam ou se alimentam à base de uma ração de má qualidade, é provável que pratiquem a coprofagia porque se sentem famintos. É por isso que se torna tão importante prestar atenção aos seus cuidados básicos e alimentá-los em função de suas necessidades. Outro dos motivos mais comuns é a imitação. Isto quer dizer que se seu cão ou cachorrinho observou outro cão comendo suas fezes, irá imitá-lo fazendo o mesmo.
    • Por último, os cães de idade avançada que têm dificuldades para controlar os esfíncteres podem chegar a comer suas fezes por medo da reação dos donos. Nestes casos é importante fazer o cão ver que essa nova condição, provocada pela idade, não será castigada e portanto, não tem que ocultar a prova por meio de sua ingestão.
    • Se seu cão tem coprofagia e você identificou uma das causas anteriores, deve saber que existe tratamento e pode corrigir esta conduta, consulte o seu veterinário e aconselhe-se com ele.
  • O tratamento com Dolvit  Cayenne dos laboratórios Dolfos, tem conseguido excelentes resultados, são administrados 3 comprimidos por dia e na maioria dos casos o problema desaparece.

PÊLO APRENDA COMO COMBATER A QUEDA E GANHAR BRILHO

Os óleos são uma fonte importantíssima de ácidos gordos como o Omega 3 e 6, DHA e EPA, que aportam a energia necessária para a realização das funções vitais do animal. Para além disso, estes óleos melhoram a qualidade do pelo e da pele e ajudam na lubrificação das articulações.

Exitem diferentes fontes de omega 3 para cachorros e adultos, como por exemplo a soja. Ao contrário do ômega 3, o ômega 6 é um ácido gordo essencial e por isso deve estar presente na dieta.

Existem várias opções. Estas são algumas das melhores opções em termos de aporte nutricional:

  1. Óleo de milho ou óleo de girassol: embora o mais comum seja oferecer azeite de oliva, tanto o óleo de girassol como o de milho são ricos em ômega 6, um nutriente essencial para o cachorro e que nunca deve faltar na dieta dele.
  2. Óleo de peixe: mais conhecido como óleo de salmão, mas também existe de sardinha, por exemplo. Estes óleos também são ricos em ômega 6. Atenção, não confunda com o óleo de fígado de bacalhau. Costumam ser vendidos em frascos ou garrafas com derramadores para evitar que oxidem. Ofereça uma colher por dia (dividir pela quantidade de vezes que o seu cão come). Caso você observe uma película brilhante nas fezes, deve reduzir imediatamente a dose para metade.
  3. Azeite de oliva virgem: O azeite de oliva pode ser utilizado em substituição dos óleos anteriores. Apesar de ser menos rico em nutrientes, é muito útil em constipação e melhora consideravelmente a saúde da pele.

    Probióticos

Os probióticos para animais são produtos formulados que contêm bactérias benéficas que já estão naturalmente presentes no intestino do cachorro. Não devemos confundir com pré-bióticos, que são mais indicados para animais com a flora intestinal alterada (situação mais frequente em animais que comem exclusivamente uma dieta caseira).

Podemos encontrar probióticos no kéfir ou no iogurte natural. Você deve sempre optar pelas opções bio, sem açúcares e sem conservantes, o mais puras possível. Recomendamos uma colher de sopa por cada 20 kg de peso do cachorro, 2 a 3 vezes por semana, misturado com a comida dele.